11.7.08

pequeno excerto

Acreditamos que esta nossa terra vem abrigando durante séculos muitos projetos de muitos “brasis”. Em alguns momentos de nossa história, conseguimos criar ou pelo menos esboçar coletivamente u sonho de país. Os pesadelos que se impuseram a todos esses momentos nos recolocaram a tarefa de recomeçar. E recomeçamos, sempre do zero. Nunca conseguimos dar o próximo passo, sempre só o primeiro.Como se já não estivesse longe a caminhada. Ao reaprender a andar, nosso modelo nunca é o nosso, como se nos envergonhássemos da diversidade das gingas de nosso andar. Sempre aceitamos heroicamente a eterna e para nós inédita tarefa de reinventar a roda já tantas vezes inventada.
(Celso Frateschi, A Reconquista da Agora. Odisséia do Teatro Brasileiro)

4 comentários:

Mariposo Apaixonado de Guadalupe! disse...

Vc esta muito politizada, ou preocupada com destinos gerais do mundo ultimamente me parece....acho que o tcc tem efeitos estranhos nas pessoas RS!
Beijos minha pequena cabeçuda!

Gabi Romeiro disse...

Lindinha, haja quarto ano de história pra você, rs...
Ainda bem que eu faço Letras e encerro com as soluções do Machadão...
Saudades.
É ruim vir pra cá e você ir pra lá, sinto que a gente teria muito a conversar nessa vida.
Beijo!

José Paulo disse...

Muito bom este texto !!

outra coisa disse...

bom vc voltar a postar;
Leio aqui desde os primórdios.
Sobre árvores e infâncias: tenho frio, muito frio.