11.1.08

Epitáfio

(...)O motoqueiro --identificado como Firmino Barbosa, 30-- teria pedido o relógio e levado a mão à cintura. (...) foram encontrados cinco relógios e alguns documentos com o motoqueiro, que foi atendido pela polícia e levado ao Hospital São Paulo, onde morreu. A polícia apreendeu os relógios, a moto de Barbosa e a pistola do promotor.
(Folha on line; Cad. Cotidiano; 06 de janeiro de 2008)

Pequena homenagem atrasada à Firmino barbosa:

Crime é ter um Rolex.

Corrigindo a partir do comentario aqui postado:

Crime é poder comprar um Rolex.

Um comentário:

delon disse...

dias depois, cada um dos cinco colocou o relógio no pulso e sorriu.
: /